Home    Contato    Meus dados    Pedidos        
 
AVES ORNAMENTAIS
Untitled Document
Empresa       Aves       Manual das Aves        Dicas e Informativos        Legislação       Contato
  AVES
Aves Aquáticas
Aves Aquáticas Domésticas
Chocadeira Automática de Ovos
Faisão
Galinhas
Galinhas Bantan
Mutum e outros
Outras Aves
Pássaros
Pavões
Perdiz | Codorna
Periquitos
Peru
Pomba
Tucano e Araçari
 
Untitled Document
Fazenda Visconde - Catalogo Aves
 

 

AVES
 Nome Popular: MARRECO RINGED TEAL
 Nome Científico: Calonetta leucophrys
 Categoria: Aves Ornamentais
 Subcategoria: Aves Aquáticas
Clique na foto para ampliar
Fotos Adicionais
Ringed TeaL Callonetta leucophrys Sendo nativo da América do Sul pode-se encontrar na Bolívia, Paraguai, Uruguai, Sul do Brasil e Argentina. É um pato minúsculo com cerca de 200 a 400 grs. É uma das espécies mais mantidas em cativeiro. Habitam florestas tropicais pantanosas e abertas pequenos riachos em terras baixas bem arborizadas. Existem dificuldades em classificar este anatídeo. A sua classificação sistemática é alvo de debates tendo em vista uma confusão com o gênero desta espécie. Foram descobertas algumas analogias com os patos mergulhadores embora a sua primeira classificação tenha sido Anas (gênero pertencente aos patos de superfície). De acordo com alguns autores classificam-na perto dos Patos Mergulhadores e outros perto dos Patos de Superfície. É contudo um pato de Superfície. O seu comportamento no estado selvagem não é conhecido com precisão. Como a maioria dos Patos Tropicais o macho não entra em eclipse permanecendo sempre com a mesma plumagem. Alimentam-se primariamente de vegetais, várias sementes pequenas mas também pequenos invertebrados. São muito ágeis no vôo. Os laços entre os casais podem ser permanentes . Nidificam em buracos das árvores mas também tomam partido dos ninhos enormes comunitários de palha dos periquitos. Ambos os pais tratam da ninhada e por vezes os próprios machos tornam-se excessivamente zelosos e afastam a própria parceira. Os machos normalmente empoleiram-se num sítio elevado para vigiar a família enquanto esta come e podem reunir os patinhos que se perdem. Estes mergulham ou procuram abrigo em resposta aos predadores aéreos enquanto os pais realizam manobras de diversão para atrair os predadores . A população está estimada entre os 10.000 e os 100 000 indivíduos. A época de criação começa em meados de setembro podendo durar até janeiro. Ótima espécie para iniciantes. É fácil de criar e reproduz-se bem. Maturação sexual com 1 ano. No Inverno é muito sensível ao frio, não se esqueçam de proteger contra a geada. Não apresentam problemas em reproduzir-se em cativeiro. Colocar a caixa ninho a alguma altura do solo. São boas mães e os machos por vezes ajudam a criar os filhotes. Por vezes as fêmeas fazem a 2ª postura enquanto os machos tomam conta dos patinhos mais crescidos (em cativeiro) Peso: Machos 189 gr a 358 gr Fêmeas 195 gr a 307 gr. Em setembro a fêmea põe 6 a 12 ovos brancos que incuba em 26 a 28 dias. Voam com 45-60 dias. Anilhar ao 10º dia com anilha de 7 mm. Maturação sexual 1º ano
Dúvidas, Sugestões e Comentários
Envie-nos:
Nome:
E-mail:
Telefone:
Cidade:
Texto:
Verificação de Imagem
Por favor digite as quatro letras ou dígitos que aparecem na imagem.
Untitled Document
 
 
MENU
Home
Empresa
Aves
Dicas & Informativos
Legislação
Contato
Manual das Aves
AVES
Aves Aquáticas
Aves Aquáticas Domésticas
Chocadeira Automática de Ovos
Faisão
Galinhas
Galinhas Bantan
Mutum e outros
Outras Aves
Pássaros
Pavões
AJUDA
Formas de Entrega
Formas de Pagamento
Política de Privacidade
 
 
 
 
 
 
 
by vianett